banner

Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019

As exportações do setor do agronegócio somaram US$ 96,8 bilhões no ano passado. Esse valor representa 43,2% do total exportado pelo Brasil, segundo a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os dados mostram leve crescimento do setor nas exportações totais do país. Em 2018, essa participação havia sido de 42,3%. O destaque foi o comércio de milho, carnes e algodão. O milho registrou volume recorde de exportação, com 43,25 milhões de toneladas. O recorde anterior foi registrado em 2017, com 29,25 milhões de toneladas do cereal exportadas. Ainda de acordo com o ministério, a China se tornou o principal cliente da carne bovina brasileira. O país asiático é responsável por 26,8% do volume total exportado. Com isso, ultrapassou Hong Kong, que ficou na segundo posição, com 18,6%. Porto de Paranaguá exporta mais 20 milhões de toneladas de soja e milho Milho A…

Portos do Paraná batem recorde de movimentação em 2019

O Porto de Paranaguá ultrapassou, na madrugada desta terça-feira (31), a marca de 53 milhões de toneladas de produtos movimentados. Essa é um novo recorde para o maior terminal de cargas do litoral do Paraná. O volume supera o movimento registrado em 2018. No Porto de Antonina, foram mais de 908 mil toneladas de produtos movimentados. A operação de 2019 supera o ano passado em 17%. Assim, mesmo com a qubra na safra de soja basileira no primeiro trimestre, os portos do Paraná registraram o melhor ano da história. Outro fator com potencial para prejudicar o embarque de grãos é o clima. Em 2019, os registros de chuva foram 8% maiores do que no ano passado. “Foi um ano desafiador, em que a eficiência foi determinante para manter o alto índice de produtividade. Temos regras claras para embarque e desembarque, excelente infraestrutura e um corpo técnico qualificado. Conquistamos a…

Em 18 meses de atividade, CBL dobra movimentação

A Companhia Brasileira de Logística (CBL), terminal de líquidos do Grupo Interalli no Porto de Paranaguá (PR), registrou crescimento de 133% na movimentação de cargas entre o primeiro semestre de operações e o atual. O empresário Fabricio Fumagalli, do Grupo Interalli, explica que o crescimento do Terminal se deve aos investimentos, capacidade de atendimento e início das operações. “Investimos em tecnologia para oferecer aos nossos clientes maior segurança e confiabilidade no processo”, afirmou Fumagalli. Em atividade há 18 meses, estima-se que a CBL aumente em 20% a capacidade de movimentação de granéis líquidos do porto, um dos mais importantes do Brasil. Entre o primeiro semestre de operações (junho a novembro de 2018) e o segundo semestre (dezembro de 2018 a maio de 2019), o salto foi de cerca de 101%. Com a estabilização dos trabalhos, o crescimento, do segundo para o terceiro semestre (junho a novembro de 2019) foi de…

Porto faz novo embarque recorde de grãos em um único navio

O Porto de Paranaguá faz nesta semana a segunda maior operação de granéis de sua história em um único navio. Serão 89 mil toneladas de farelo de soja, carregadas no Kang Xin Hai, que tem 254 metros de comprimento e segue para o porto de Amsterdã, na Holanda. A operação movimenta o equivalente a 3 mil caminhões de produto e o embarque durará sete dias. Com bandeira panamenha, o gigante atracou no dia 13 desse mês, vindo de Cingapura. Até o final da manhã desta segunda-feira (18), haviam sido carregadas 50.581 toneladas de grãos. “A escolha de Paranaguá para uma movimentação deste porte considera que temos capacidade e agilidade de escoamento. Não se trata apenas de receber o navio e ter estrutura de cais, mas também toda a parte de armazéns, esteiras de transporte, chegada organizada dos caminhões e qualidade na classificação dos produtos”, destaca o diretor de Operações…

Alta do nível do mar pode afetar mais de 1 milhão de brasileiros

Projeções indicam que, até 2050, as terras onde hoje vivem 1,4 milhão de brasileiros sofrerão riscos de inundações anuais, e 1 milhão de pessoas do país vivem em locais que poderão ficar permanentemente submersos com o aumento do nível do mar. A conclusão foi publicada na prestigiosa revista científica Nature Communications nesta terça (29). O estudo aponta que a alta do nível do mar fará com que, até 2050, locais em que vivem pelo menos 300 milhões de pessoas em todo o mundo estarão sob risco de inundações crônicas. Até 2100, as terras que abrigam cerca de 200 milhões de pessoas podem ser permanentemente submersas. A estimativa foi feita por meio da plataforma Coastal Risk Screening Tool (Ferramenta de Rastreio de Risco Costeiro, em português), do Climate Central -uma ONG de pesquisadores e jornalistas dedicados a estudar as mudanças climáticas. Pesca de espécies nativas fica proibida a partir desta…

Capacidade do Corredor de Exportação do Paraná vai dobrar

A mudança do conceito do projeto de modernização do Corredor de Exportação Leste do Porto de Paranaguá aumentará a capacidade operacional do complexo em 100%. A ideia inicial era ampliar em 33%. A novidade foi comunicada nesta segunda-feira (28) pelo diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, durante reunião mensal entre a empresa pública e os representantes da Associação dos Terminais do Corredor de Exportação de Paranaguá (Atexp). Operação quer evitar estacionamento irregular e diminuir filas no acesso ao Porto de Paranaguá “O porto sai na frente porque a gente não está olhando o agora, nem daqui cinco ou dez anos. Estamos olhando para os próximos cinquenta anos, onde, sem dúvida, a gente consegue incrementar e dar essa tranquilidade operacional para aqueles interessados em repotenciar seus ativos”, diz Garcia. O diretor-presidente explica que a capacidade produtiva atual em cada berço de atracação do Corredor é de carregar de…

Navigate